Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Urso polar deitado na neve.

(afp_tickers)

Um urso polar, que acreditava-se que fosse o último da África, morreu em um zoológico sul-africano nesta quarta-feira, alguns meses depois do falecimento de sua companheira de quase trinta anos.

"Wang, o último urso polar da África, teve que ser sacrificado devido a falências hepática e cardíaca", informou o zoológico de Johannesburgo em um comunicado.

O urso de 30 anos chegou à África procedente da China em 1986 e foi diagnosticado com doenças no fígado quatro anos depois.

"Nos últimos meses, Wang lamentava a perda de sua parceira por 27 anos, GeeBee", reportou o zoo.

GeeBee morreu de causas naturais em 12 de janeiro.

"Nas últimas semanas, seus dias eram preenchidos com programas especiais, incluindo sua própria celebração do Dia dos Namorados", continuou o zoo.

O zoológico decidiu não substituir os dois animais, originários do clima frio, mas que se adaptaram às temperaturas em Johannesburgo, que podem passar de 30 graus Celsius.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.









swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP