Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Pessoas participam de protesto contra o presidente Enrique Peña Nieto, na Cidade do México, no dia 15 de setembro de 2016

(afp_tickers)

Aos gritos de "Fora Peña", milhares de pessoas ocuparam a principal avenida da Cidade do México nesta quinta-feira, para exigir a renúncia do presidente Enrique Peña Nieto.

O protesto coincide com a celebração do 106º aniversário da Independência do México, e ocorre em meio à queda vertiginosa da popularidade do presidente, muito criticado por sua gestão da segurança e a corrupção no governo.

Peña Nieto é criticado especialmente pela crescente onda de violência no México, onde há milhares de desaparecidos, e pelos problemas com a economia do país.

A manifestação teve um tom festivo, com os participantes entoando palavras de ordem ao ritmo das canções do recém-falecido compositor Juan Gabriel.

A passeata tentou chegar ao Zócalo, principal praça da cidade, mas foi impedida pela polícia de choque.

"Não temos o que festejar (no dia da Independência). Há milhares de injustiças", disse por alto-falante Cristina Bautista, mãe de um dos 43 estudantes de Ayotzinapa, desaparecidos desde 2014.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP