Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

As ações da Fiat Chrysler Automobiles tiveram alta nesta segunda-feira, após ser divulgado que a empresa está sendo sondada por várias companhias chinesas

(afp_tickers)

As ações da Fiat Chrysler Automobiles tiveram alta nesta segunda-feira, após ser divulgado que a empresa está sendo sondada por várias companhias chinesas e pode ser comprada.

As ações da FCA nos Estados Unidos tinham subido 8,3% no meio do dia, a 12,57 dólares, depois de a Automobile News anunciar que as empresas da China estavam de olho na Fiat Chrysler para tentar entrar no mercado americano.

A FCA já rejeitou pelo menos uma oferta de uma "conhecida" empresa chinesa cujo nome não foi divulgado, e outras grandes montadoras chinesas também estavam realizando uma investigação minuciosa sobre a americana, disse a Automobile News.

A publicação disse que os executivos da FCA foram à China para se reunir com a Great Wall Motor Co. A Great Wall, criada 1984, vendeu mais de um milhão de veículos das marcas Great Wall e Haval no ano passado.

A reportagem também citou outras empresas chinesas como candidatas em potencial.

A FCA vende cerca de 4,5 milhões de carros e caminhonetes leves ao ano, de marcas como Jeep, Dodge, Ram, Alfa-Romeo e Maserati, bem como as duas marcas que dão nome à empresa.

O CEO da empresa, Sergio Marchionne, já disse várias vezes que gostaria de fundir a FCA com outras grandes empresas para alcançar melhor economia de escala.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP