Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Sírios deslocados da cidade de Deir Ezzor caminham nos arredores de Raqa, em 11 de outubro de 2017

(afp_tickers)

Um comboio deve sair da cidade síria de Raqa neste sábado para retirar civis, anunciou a coalizão liderada pelos Estados Unidos, que está a ponto de assumir o controle da localidade, até agora dominada pelo grupo Estado Islâmico (EI).

A coalizão explicou que o acordo alcançado por autoridades locais tem como objetivo "minimizar as baixas civis" e que excluirá os combatentes estrangeiros do EI, mas não explicou se os jihadistas sírios poderão sair do comboio.

"As pessoas que abandonarem Raqa em virtude do acordo terão as identidades verificadas", afirma o texto.

A coalizão indicou mais cedo que quase 100 jihadistas se renderam nas últimas 24 horas, sem qualquer referência a sua nacionalidade.

As Forças Democráticas Sírias (FDS), uma aliança de combatentes curdos e árabes apoiada pela coalizão internacional, que conseguiu entrar em Raqa em junho, avançou progressivamente e controla 90% da cidade.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP