Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Do tamanho de um ônibus de dois andares, os módulos cilíndricos do ATV serão lançados em um foguete pesado Ariane 5 ES e depois, usarão seus motores de bordo e navegação estelar para encontrar e se acoplar à ISS.

(afp_tickers)

O lançamento, previsto para 24 de julho, de uma nave de carga não tripulada levando provisões para a Estação Espacial Internacional (ISS), foi adiado "por alguns dias", informou nesta sexta-feira a empresa de transportes Arianespace.

Em um comunicado, a empresa informou precisar de um prazo adicional para "verificações complementares" no foguete Ariane 5 ES, que transportará a nave.

Uma nova data para o lançamento deve ser anunciada na semana que vem.

O Veículo de Transferência Automática (ATV), chamado "Georges Lemaitre", em homenagem a um cosmólogo belga, pai da teoria do 'big bang', é o último de cinco naves de transporte de provisões que a Europa prevê enviar para a ISS.

Assim como suas antecessoras, a nave de carga será lançada em Kourou, Guiana francesa.

Do tamanho de um ônibus de dois andares, os módulos cilíndricos do ATV serão lançados em um foguete pesado Ariane 5 ES e depois, usarão seus motores de bordo e navegação estelar para encontrar e se acoplar à ISS.

O veículo transporta comida, água, combustível, oxigênio, experimentos e itens para os seis membros da tripulação, e dará um bem-vindo espaço extra de habitação.

Ao final de uma missão prevista para durar alguns meses, a nave se desacoplará da ISS e se queimará ao reentrar na atmosfera.

A quinta nave transportará a carga mais pesada até agora, com mais de 2,6 toneladas de produtos secos, 850 litros de água potável e três toneladas de combustível.

AFP