Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Um tribunal russo condenou nesta sexta-feira a penas de prisão duas adolescentes que torturaram e mataram mais de 10 animais. Um amigo delas que filmou os fatos também foi condenado.

(afp_tickers)

Um tribunal russo condenou nesta sexta-feira a penas de prisão duas adolescentes que torturaram e mataram mais de 10 animais. Um amigo delas que filmou os fatos também foi condenado.

Aliona Savatchenko e Alina Orlova foram declaradas culpadas por torturar juntas cerca de 15 animais, incluindo cachorros e gatos que pegaram em abrigos e com pessoas que os estavam doando, indicou o comitê de investigação.

As duas adolescentes, de 17 anos, foram condenadas, respectivamente, a quatro anos e três meses e a três anos e dez dias de prisão ao final de um processo de cinco meses em Khabarovsk, no Extremo Oriente russo, segundo a agência RIA Novosti.

Os exames dos especialistas apontaram que as duas moças não padeciam de qualquer doença mental.

A televisão pública russa, que as apelidou de "açougueira de Khabarovsk", contou que elas levavam os animais para um prédio abandonado arrastando-os pelos pés ou arrancando os olhos.

Por sua parte, o amigo Viktor Smichliaiev, de 18 anos, foi condenado a três anos de prisão por ter gravado a tortura.

Os pais dos adolescentes também foram condenados a uma multa por "negligência na educação dos filhos".

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP