Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Michael Cohen, advogado pessoal do presidente Donald Trump, chega ao Senado para ser interrogado pelo Comitê de Inteligência sobre a interferência russa nas eleições presidenciais de 2016

(afp_tickers)

O advogado pessoal do presidente Donald Trump, Michael Cohen, negou nesta terça-feira qualquer vínculo com a suposta ingerência russa nas eleições americanas de 2016 e assegurou que tampouco viu um sinal de que o próprio presidente estivesse envolvido.

Em um comunicado antes de ser interrogado a portas fechadas pelo Comitê de Inteligência do Senado, Cohen disse que um documento da Inteligência britânica que o relacionava à ingerência russa nas eleições estava "cheio de mentiras e acusações intencionalmente danosas".

"Nunca me envolvi, recebi pagamentos, ou conversei com qualquer membro da Federação Russa, ou com mais ninguém para piratear ou interferir na eleição", disse Cohen.

"Dada a minha proximidade com o presidente dos Estados Unidos quando era candidato, deixe-me também dizer que nunca vi nada - nem um indício de nada - que demonstrasse a sua participação na interferência russa em nossa eleição, ou alguma outra forma de confabulação com a Rússia", acrescentou.

O comitê do Senado interrogou assessores de Trump e membros de sua campanha como parte da investigação da suposta ingerência da Rússia na eleição do ano passado para prejudicar a candidatura da democrata Hillary Clinton e impulsionar a de Trump.

Agências de Inteligência dos Estados Unidos dizem que o próprio presidente russo, Vladimir Putin, dirigiu os esforços, e investigadores do Senado e do Departamento de Justiça procuram possíveis vínculos entre a campanha de Trump e Moscou.

"Pode-se opor os pontos de vista e políticas do presidente, mas não alimentar falsas premissas sobre a validade de sua vitória", assegurou Cohen, que igualmente negou qualquer relação entre a eleição e os esforços de Trump por construir uma torre de luxo em Moscou.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP