Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (JAXA) anunciou nesta quarta-feira que procura ideias para rebatizar um asteroide primitivo

(afp_tickers)

A Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (JAXA) anunciou nesta quarta-feira que procura ideias para rebatizar um asteroide primitivo, atualmente denominado "1999 JU3", que deve revelar seus segredos em poucos anos.

Em 2020, se tudo correr bem, deverá estar de volta à Terra a sonda Hayabusa-2, enviada no início de dezembro de 2014 ao encontro deste asteroide, que deverá alcançar em meados de 2018.

O objetivo é coletar a poeira do subsolo rochoso deste corpo celeste que contém carbono e água, para tentar entender quais materiais orgânicos e aquosos estavam originalmente presentes no sistema solar.

"Pedimos às pessoas que participem do nosso programa durante o verão", disse a repórteres Makoto Yoshikawa, professor adjunto e chefe da missão na JAXA.

Este tipo de asteroide muitas vezes recebe o nome de um mito, de acordo com os critérios da União Astronômica Internacional que atribui os nomes.

"O nome, não necessariamente japonês, pode vir de mitologias estrangeiros", indicou o pesquisador. Ele não pode exceder 16 caracteres e deve excluir toda e qualquer conotação comercial.

No final da competição, aberta a voluntários de todo o mundo, a agência japonesa transmitirá a melhor proposta para a equipe americana que descobriu o asteroide, que a submeterá ao organismo responsável pelas decisões.

JAXA espera obter um resultado até o final do ano.

Para mais detalhes: http://www.isas.jaxa.jp/j/topics/topics/2015/1999JU3/english.shtml

AFP