Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Agricultores franceses controlam caminhões de carga espanhóis na fronteira

(afp_tickers)

Cerca de 200 agricultores franceses bloquearam nesta quarta-feira a fronteira de Boulou, com a Espanha, para denunciar o dumping econômico que, segundo eles, aquele país pratica.

"Pedimos que a França denuncie a Espanha por dumping econômico", declarou à AFP o presidente da Federação Departamental de Sindicatos Agrícolas (FDSEA) em Perpiñán (sudeste), Yvan Haris, que participa desta manifestação contra os caminhões espanhóis que entram na França pela estrada A9.

"Quando um quilo de pêssegos custa 1,10 euro em Madri e entra na França a 0,50 euro, há dumping econômico", denunciou.

"O custo do trabalho é muito inferior (na Espanha)", disse ao denunciar "o dumping social, o dumping ambiental - já que as regras de respeito ao meio ambiente que a França impõe são muito mais rígidas que na Espanha - e o dumping econômico".

Entre os manifestantes franceses, também havia produtores de alho do sudeste, e dezenas de colegas especializados em frutas de outras regiões do país.

Vinte policiais observavam a manifestação e agentes aduaneiros revistavam alguns caminhões espanhóis.

Os agricultores deixavam os veículos de turismo passarem oferecendo a eles pêssegos e tomates-cereja com panfletos onde explicam as razões de seu movimento.

"As administrações e os políticos têm que entender nossos problemas", declarou Haris, esclarecendo que o movimento não é contra os espanhóis e pretende alertar as autoridades francesas e Bruxelas.

"Os únicos que não ganham dinheiro aqui são os produtores franceses", explicou, criticando as "compensações" que recebem.

"Nós só queremos viver de nosso trabalho, não somos hooligans, somos pais de família", explicou.

AFP