Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A chanceler alemã Angela Merkel

(afp_tickers)

Os eleitores da Baixa Saxônia comparecem às urnas neste domingo para definir o parlamento regional, em uma votação de grande importância para a chanceler alemã Angela Merkel, poucos dias antes do início das negociações para a formação de um novo governo.

Quase 6,1 milhões de eleitores estão registrados para votar na região.

Três semanas depois do partido União Democrata Cristã (CDU) registrar o pior resultado em décadas, a líder da maior economia da Europa espera receber boas notícias nesta região do norte da Alemanha.

Mas, de acordo com as pesquisas, os conservadores da CDU estariam um pouco atrás do Partido Social Democrata (SPD).

"Uma vitória na Baixa Saxônia a fortaleceria, demonstrando que CDU vence (com ela) as eleições regionais", disse o cientista político Oskar Niedermayer, da Universidade Livre de Berlim.

Para o rival social-democrata de Merkel, Martin Schulz, a eleição é uma oportunidade de recuperação após a humilhante derrota nas eleições nacionais.

A votação foi antecipada depois que uma parlamentar ecologista deixou a maioria que aglutinava o governo regional do SPD para unir-se à CDU.

O partido de Merkel pretende evitar uma coalizão frágil, com o pensamento voltado para as negociações de formação do governo, que começam na quarta-feira.

Após 12 anos à frente da maior economia da União Europeia, Merkel enfrenta o cansaço e um de seus maiores desafios: conciliar os dois partidos que corteja para o governo federal, o Partido Democrático Livre (FDP) e os Verdes.

Em caso de fracasso nas negociações, Merkel terá que convocar novas eleições legislativas.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP