Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Merkel participa de entrevista coletiva na sede da CDU, em Berlim

(afp_tickers)

O governo alemão aumentou significativamente a previsão de crescimento econômico para 2017, nesta quarta-feira (11), com expectativa de expansão de 2%, em vez do 1,5% previsto em abril.

A melhoria de estimativa para o resto do ano se baseou em "uma ampla recuperação com a base sólida da economia doméstica", disse o Ministério da Economia em nota.

O crescimento mais acelerado da economia mundial e do comércio internacional também deve beneficiar o poder de exportação da Alemanha, acrescentou.

Para 2018, o Ministério ampliou a projeção de crescimento a 1,9%, ante 1,6% anterior.

Os economistas do governo veem pouca margem para a economia alemã, com empresas usando grande parte de sua capacidade, desemprego em nível historicamente baixo e inflação estável.

A melhoria da expectativa de Berlim nesta quarta coincide com a previsão do Fundo Monetário Internacional (FMI), de 2% de expansão da economia da Alemanha.

O FMI sugeriu que a maior economia europeia invista e gaste mais as receitas de seu crescimento, para estimular o crescimento de seus 19 vizinhos da zona do euro.

Mas o próximo governo da Alemanha parece que será dominado pelo rigor fiscal, após as eleições de setembro, já que a chanceler Angela Merkel vai governar em coalização com liberais e verdes.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP