Navigation

Alemanha proíbe temporariamente o Facebook de usar dados do WhatsApp

Alemanha proíbe Facebook de usar dados do WhatsApp afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 11. maio 2021 - 10:43
(AFP)

Uma autoridade alemã de proteção de dados pessoais ordenou nesta terça-feira (11) que o Facebook suspenda o uso dos dados transferidos para ele pelo serviço de mensagens WhatsApp por três meses, após uma modificação polêmica das condições de confidencialidade desta plataforma.

A autoridade de proteção de dados de Hamburgo (cidade alemã onde a subsidiária do Facebook está sediada) emitiu a ordem "proibindo o Facebook Irlanda de processar dados pessoais do WhatsApp na medida em que sejam usados para seus próprios fins".

Johannes Caspar, chefe do regulador alemão, estima que esta decisão "visa a preservar os direitos e liberdades de milhões de usuários que consentem com as condições de uso em toda a Alemanha".

Em uma reação transmitida à AFP, o WhatsApp assegura que esta ordem não terá "qualquer impacto" na aplicação das novas regras de uso.

Durante esses três meses, a agência alemã encaminhará o caso ao Comitê Europeu de Proteção de Dados, órgão competente da União Europeia.

O WhatsApp foi forçado na sexta-feira a anunciar um novo adiamento da aplicação estrita dessas novas regras de privacidade que, segundo os críticos, podem ampliar a coleta de dados de seus 2 bilhões de usuários em todo o mundo.

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?