Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Vista do setor de setor de Aiguille du Midi

(afp_tickers)

Dois alpinistas e seu guia morreram neste domingo no maciço alpino do Mont-Blanc, anunciaram nesta segunda-feira autoridades francesas.

Após o acidente da última terça-feira no qual outros cinco alpinistas e seu guia perderam a vida, este novo drama na montanha eleva a 20 o número de mortos e desaparecidos desde o início da temporada de verão no Mont-Blanc.

Os corpos das três novas vítimas, que eram francesas, foram encontrados no domingo no setor de Aiguille du Midi, do lado da localidade francesa de Chamonix, segundo a prefeitura.

Ainda não se sabem as circunstâncias deste acidente. As condições meteorológicas pareciam boas.

Na última terça-feira, quatro homens e uma mulher, todos franceses de 27 a 45 anos que participavam de um curso de aperfeiçoamento organizado pela UCPA (União Nacional de Centros Esportivos ao Ar Livre) e seu guia de 42 anos morreram no maciço do Mont-Blanc depois de sofrer uma queda de 250 metros. Os socorristas encontraram seus cadáveres no dia seguinte.

O grupo desapareceu durante uma expedição a Aiguille d'Argentière (3.901 metros).

Este acidente de alpinismo foi um dos mais graves registrado nos últimos 10 anos nos Alpes franceses.

AFP