Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Jyrki Katainen, em Bruxelas, em 7 de junho de 2017

(afp_tickers)

O vice-presidente da Comissão Europeia, Jyrki Katainen, se reunirá na sexta-feira (10) em Brasília com três chanceleres do Mercosul, no âmbito de uma nova rodada de negociações para alcançar um arrastado acordo comercial entre os dois blocos.

O acordo ainda não foi fechado, devido, principalmente, a discrepâncias sobre as cotas de carne e etanol, dois produtos sensíveis para o mercado europeu.

"Vemos isso (a visita de Katainen) como uma demonstração de vontade política" de parte do bloco europeu, afirmou nesta terça-feira uma fonte próxima às negociações, que ocorrem mensalmente em Brasília.

Katainen, um dos vice-presidentes do organismo europeu, se reunirá com os ministros das Relações Exteriores de Brasil, Uruguai e Argentina, acrescentou a mesma fonte. O chanceler do Paraguai, que também integra a união alfandegária sul-americana, não poderá comparecer, devido a outros compromissos no exterior.

A equipe de negociações do Mercosul saiu frustrada da última sessão de diálogos em outubro, já que a oferta europeia de importar 70.000 toneladas anuais de carne bovina e de 600.000 toneladas de etanol está abaixo do esperado.

A proposta europeia é inferior às 100.000 toneladas de carne e o milhão de toneladas de etanol que havia oferecido durante o intercâmbio de ofertas de 2004, contrariando o entendimento de que qualquer cota deveria melhorar as desse ano.

Do outro lado do Oceano Atlântico, alguns países afirmam que a entrada destes produtos sul-americanos prejudicaria os produtores locais desestabilizando o mercado interno, mas os negociadores do Mercosul asseguram que esta cota de carne não superaria o 1% do consumo doméstico europeu.

Ambos os blocos tentam alcançar um acordo comercial desde 1999. Em 2004, a negociação foi suspensa e acaba de ser retomada seis anos depois com o compromisso de melhorar as ofertas originais.

Atualmente, buscam alcançar um acordo de caráter principalmente político na reunião ministerial da Organização Mundial do Comércio (OMC) prevista para dezembro em Buenos Aires.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP