Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, discursa na ONU

(afp_tickers)

Uma americana foi detida nesta sexta-feira (3) no Zimbábue por ter descrito no Twitter o presidente desse país, Robert Mugabe, como um "duende com uma mulher e um enteado que compraram um Rolls-Royce", indicou um grupo de advogados.

A mulher, que trabalha para a rede privada Magamba TV, foi detida nesta sexta-feira em sua casa em Harare e levada para a principal delegacia da capital, como informou a Associação de Advogados do Zimbábue para os Direitos Humanos (ZLHR) em comunicado.

De acordo com essa ONG, o tuíte sequer cita explicitamente o nome do presidente.

A embaixada dos Estados Unidos em Harare "está em contato com a pessoa detida, de nacionalidade americana, assim como com o seu advogado. Continuamos observando a situação", disse à AFP o porta-voz da embaixada, David McGuire.

Segundo a imprensa local independente, a mulher do presidente, Grace Mugabe, e um de seus filhos, Russell Goreraza, compraram Rolls-Royce Ghost, cujo valor é estimado em 220.000 dólares.

O filho da primeira-dama também tinha duas Range Rover, dois Mercedes e um Aston Martin, conforme citado pelas mesmas fontes.

Nos últimos anos, várias pessoas foram presas no Zimbábue por comentários considerados insultuosos contra Mugabe, porém até o momento nenhum delas foi condenada.

O presidente nomeou recentemente em seu governo um ministro de Cibersegurança, responsável por supervisionar as redes sociais.

Mugabe, 93 anos, exerce a função de presidente do país desde 1980, e já anunciou que espera por um novo mandato em 2018.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP