Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Aeroporto JFK, na cidade americana de Nova York.

(afp_tickers)

Um americano foi detido no aeroporto JFK de Nova York por uma condenação por posse ilegal de armas e é suspeito de ter vínculos com os jihadistas do Estado Islâmico (EI) do norte do Iraque e da Síria, indicaram nesta segunda-feira à AFP fontes judiciais.

Donald Ray Morgan, de 44 anos, foi preso no dia 2 de agosto no aeroporto internacional nova-iorquino procedente de Frankfurt (Alemanha), segundo documentos apresentados nos tribunais federais do Brooklyn (sudeste de Nova York).

O acusado havia passado oito meses no Líbano, de acordo com o jornal local Daily News, e tinha contra si uma ordem de detenção devido a um processo aberto anteriormente na Carolina do Norte (leste dos Estados Unidos) por posse ilegal de armas.

Após sua detenção, as autoridades também descobriram que o acusado havia manifestado através de uma conta no Twitter sua lealdade ao líder dos jihadistas do Estado Islâmico, o que despertou suspeitas de possíveis vínculos terroristas.

"O acusado manifestou sua lealdade ao líder do Isis (siglas em inglês para o grupo) em sua conta no Twitter: Abu Omar al-Amreeki", afirmou à AFP uma porta-voz da Procuradoria, sem fornecer mais detalhes.

Morgan não foi acusado de um crime vinculado a terrorismo, esclareceu o FBI, que participou de sua prisão.

O acusado foi levado para a Carolina do Norte.

AFP