Navigation

AMLO acusa mineradoras canadenses de não pagarem impostos no México

AMLO acusa mineradoras canadenses de não pagar impostos ao México. Foto em El Ideal, estado de Quintana Roo, México, em 1º de junho de 2020. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 17. junho 2020 - 19:41
(AFP)

O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, acusou as mineradoras canadenses de não pagarem impostos ao México, durante uma conversa com o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau.

No entanto, López Obrador, conhecido como AMLO por suas iniciais, reconheceu a jornalistas nesta quarta-feira (17) que algumas buscam regularização.

"Estão procurando um acordo e estamos abertos ao diálogo", acrescentou o presidente de esquerda, que falou com Trudeau por telefone na última segunda-feira.

Obrador informou no mês passado que grandes empresas transnacionais como a Walmart, a mexicana FEMSA e a IBM regularizaram sua situação tributária pagando dívidas milionárias.

O varejista americano, que possui sua segunda maior operação no México, pagou 357 milhões de dólares em impostos devidos em maio. A FEMSA pagou quase 400 milhões de dólares ao tesouro mexicano por suas operações internacionais.

O governante disse que a regularização tributária das grandes corporações permitiu que a receita do México não caísse, apesar da desaceleração causada pela pandemia.

Em abril, o presidente afirmou que 15 das maiores empresas do país deviam ao tesouro cerca de 2.256 bilhões de dólares em impostos, sobretaxas e multas.

Nesta semana, AMLO antecipou que vai revelar em breve detalhes de uma fraude fiscal de cerca de 2.165 bilhões de dólares, cometida através de faturas falsas.

No acumulado anual, de janeiro a abril, a arrecadação do governo cresceu 5,6% em relação ao mesmo período de 2019, segundo o relatório mais recente do Ministério das Finanças.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.