Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Annie Lennox foi homenageada em Nova York na segunda-feira pelo movimento Global Citizen

(afp_tickers)

A cantora britânica Annie Lennox manifestou confiança de que a pressão pública pode, às vezes, resolver crises humanitárias do mundo, e defendeu os recursos naturais ao receber um prêmio por seu trabalho filantrópico.

A voz da Eurythmics foi homenageada em Nova York na segunda-feira pelo movimento Global Citizen, grupo que tem previsto um grande show no sábado, liderado por Stevie Wonder, para pedir níveis sustentados de ajuda estrangeira.

Lennox - defensora histórica do desenvolvimento internacional, da sensibilização sobre o HIV e pelos direitos dos homossexuais - chamou a atenção sobre o estado do mundo, fazendo alusão ao deslocamento de pessoas em massa e à piora das desgraças derivadas das mudanças climáticas.

"Os eventos catastróficos dos recursos naturais da Terra que são roubados deliberadamente", advertiu, "estão colocando em risco a verdadeira sustentabilidade da existência humana neste planeta".

"Acredito que se podemos distribuir Coca-Cola em todas as esquinas do mundo e enviar homens e mulheres ao Espaço, provavelmente haja uma solução para esses problemas".

"Coletivamente todo mundo pode fazer a diferença, mas alguém tem que escolher a esperança diante da desesperança, a responsabilidade diante da indiferença, o feminismo diante da misoginia", declarou.

O Global Citizen homenageou a cantora com um prêmio com o nome do ex-Beatle George Harrison, que em 1971 organizou em Nova York o primeiro grande show beneficente para arrecadar fundos para os refugiados da guerra de Bangladesh.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP