Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Foto cedida pelo Museu de Okinawa mostra dois anzóis de 23.000 anos

(afp_tickers)

Dois anzóis encontrados em uma ilha japonesa poderiam ser os instrumentos de pesca mais antigos encontrados até agora, com 23.000 anos, afirmou nesta segunda-feira um grupo de pesquisadores.

Os anzóis foram descobertos em uma gruta no sul da ilha de Okinawa há vários anos, explicou Masaki Fujita, diretor de pesquisas e conservador do Museu da Prefeitura de Okinawa.

"Finalmente concluímos que a camada geológica que os abrigava se formou há 23.000 anos", indicou Fujita à AFP.

Os anzóis foram fabricados a partir de carapaças de caracóis e têm uma antiguidade equiparável à de outros utensílios de pesca similares encontrados em Timor, disseram os pesquisadores em um artigo publicado no periódico americano Proceedings of the National Academy of Sciences (Pnas).

O estudo mostrou que as técnicas avançadas de pesca nesta zona do Pacífico são mais antigas do que se pensava, disse Fujita.

"É incrível saber que a técnica de pesca que temos hoje pode ser a mesma que existia nos tempos antigos", afirmaram os pesquisadores.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP