AFP

Iraquiano observa ônibus atingido por ataque com carro-bomba em Basra

(afp_tickers)

Ao menos 35 pessoas morreram em vários atentados com bomba reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI) em Bagdá e no sul do Iraque, anunciaram fontes oficiais.

Os ataques, executados durante a madrugada, também deixaram mais de 50 feridos.

As forças iraquianas executam há sete meses uma grande ofensiva para expulsar o EI de Mossul, seu grande reduto no Iraque.

Em Bagdá, um atentado com um carro-bomba em um posto de controle de Abu Dsheer, zona sul da capital, deixou 24 mortos e 20 feridos, informou à AFP o general Saad Maan.

As forças de segurança conseguiram matar um dos criminosos, mas o segundo conseguiu ativar os explosivos do carro-bomba.

Na região sul do Iraque, outro ataque com um carro-bomba na região de Basra matou 11 pessoas e deixou mais de 30 feridos, de acordo com o secretário de Saúde da província de mesmo nome, Riyadh Abdulamir.

Outro terrorista, que abandonou um segundo carro-bomba, foi morto pelas forças de segurança.

O EI assumiu em 2014 o controle de amplas faixas do território iraquiano, ao norte e ao oeste de Bagdá, mas desde então perdeu espaço para as forças de segurança iraquianas.

AFP

 AFP