Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Al-Abadi (c) posa com policiais federais e oficiais do Exército em Mosul após a vitória sobre o Estado Islâmico

(afp_tickers)

O primeiro-ministro iraquiano, Haider Al-Abadi, declarou nesta segunda-feira (10) que, após a vitória em Mossul contra o grupo extremista Estado Islâmico (EI), a prioridade para o governo é a "estabilidade e a reconstrução".

Durante um discurso em Mossul, segunda maior cidade do país que as forças iraquianas recuperaram após quase nove meses de devastadores combates, Abadi destacou uma vitória "sobre a brutalidade e o terrorismo" do EI. O primeiro-ministro apontou que, a partir de agora, as prioridades do governo serão a "estabilidade e a reconstrução" do país.

Para Abadi, a derrota do grupo extremista islâmico, que havia assumido o controle de Mossul em junho de 2014, marca o "afundamento" do seu Estado fictício.

Contudo, o tenente geral Stephen Townsend, comandante da coalizão antiextremista liderada pelos Estados Unidos, alertou que "ainda resta uma dura luta à frente".

Apesar de ter reconhecido que a vitória é "um golpe decisivo" nos rebeldes, Townsend alertou que ela "não elimina" o EI, segundo um comunicado divulgado pela coalizão.

AFP