AFP

CEO da Apple Tim Cook em apresentação na Confrência para Desenvolvedores de 2017, na Califórnia

(afp_tickers)

A Apple lançou nesta segunda-feira seu "HomePod" para competir com o Alexa da Amazon e com o Google Home.

O HomePod custará US$ 349 quando começar a ser vendido em dezembro, nos Estados Unidos, na Autrália e no Reino Unido, anunciou a companhia em sua conferência anual de desenvolvedores.

"Nós realmente acreditamos que vai levar sua experiência de música em casa para um próximo nível", disse o CEO da Apple, Tim Cook, sobre o novo dispositivo.

O HomePod foi projetado para trabalhar com o serviço por assinatura da Apple Music, produzindo som de qualidade aliado ao Siri.

O vice-presidente da Apple, Phil Schiller, disse que a equipe da Siri na Apple contou com a assistência de um "musicologista", que aprende os gostos dos ouvintes e obtém músicas da "nuvem".

O assistente de voz tem, segundo Schiller, o "poder de sacudir a casa". O vice-presidente da companhia contou que sua equipe trabalhou para fazer do HomePod um potente assistente para notícias, mensagens, clima, trânsito, controles domésticos, entre outras funções.

O HomePod foi o principal anúncio da apresentação da Conferência Mundial de Desenvolvedores da Apple, que incluiu atualizações para suas linhas de laptop para iPad e Mac, e para seu sistema operacional, que possibilita a realidade aumentada para iPhones e iPads.

AFP

 AFP