Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Foto da polícia colombiana mostra o 1.056 quilos de cocaína, apreendidos em um armazém nos arredores de Santa Marca, norte da Colômbia

(afp_tickers)

Mais de uma tonelada de cocaína, que seria camuflada em uma carga de bananas com destino à Holanda, e que supostamente pertencia ao grupo Clã Úsuga, foi apreendida no norte da Colômbia, informou a polícia neste sábado.

"Conseguiu-se a apreensão de 1.056 quilos de cloridrato de cocaína, cujo destino era o porto de Roterdã, na Holanda", explicou o coronel Ricardo Alarcón, vice-diretor da brigada antinarcóticos da Polícia Nacional.

"É uma grande operação, que ocorre no interior de um armazém, que tinha sido alugado pelo Clã Úsuga para guardar produtos agrícolas tipo exportação", acrescentou Alarcón, detalhando que a operação ocorreu nos arredores de Santa Marta, cidade do Caribe colombiano.

Em um comunicado, a polícia informou que a droga foi encontrada por um cão, escondida em sacos de sal mineral no armazém onde, "segundo as investigações preliminares, na manhã de hoje (sábado), os contêineres seriam carregados com banana e, no meio das frutas, iam esconder a droga".

Esta semana, as autoridades apreenderam no porto de Cartagena, também no Caribe, mais de uma tonelada de cocaína camuflada em uma carga de bananas que seria enviada à Bélgica e que pertencia ao Clã Úsuga, principal grupo criminoso do país.

AFP