Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Menino palestino caminha sobre escombros, em Gaza

(afp_tickers)

O rei Abdullah, da Arábia Saudita, criticou nesta sexta-feira o silêncio do mudo ante os crimes de guerra cometidos por Israel em Gaza, em um discurso divulgado pela agência oficial SPA.

"Vemos derramar o sangue de nossos irmãos da Palestina nas matanças coletivas que não poupam ninguém, e nos crimes de guerra contra a humanidade que acontecem à vista de toda a comunidade internacional, que permanece indiferente aos acontecimentos da região", afirmou o rei.

Abudllah classificou este silêncio de "indesculpável".

AFP