Navigation

Argentina supera os 16.000 casos de covid-19 em 24 horas, um recorde

Médico ajusta seu equipamento de proteção no hospital Alejandro Posadas, o maior da Argentina, na província de Buenos Aires, em 18 de setembro de 2020. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 08. outubro 2020 - 00:39
(AFP)

A Argentina registrou nesta quarta-feira (7) um recorde de 16.447 contágios do novo coronavírus em 24 horas, chegando a um total de 840.902 casos em todo o país, informou o Ministério da Saúde.

O país também contabilizou 401 mortos em um dia. Somam 22.226 as pessoas que morreram pela covid-19, segundo o boletim oficial.

Atualmente, as regiões mais afetadas são algumas cidades do interior da província de Buenos Aires, as províncias de Tucumán (norte), Santa Fe (centro-leste) e Córdoba (centro).

Até agosto, a região metropolitana de Buenos Aires, onde vivem 15 milhões de pessoas, um terço da população argentina, concentrava 90% dos contágios, mas este índice caiu para 65%, com o deslocamento dos casos para as províncias.

Os leitos de terapia intensiva estão com ocupação de 62,8% em nível nacional e 63% na região metropolitana de Buenos Aires, segundo o Ministério da Saúde.

A população argentina está em confinamento desde 20 de março, mas as autoridades vêm flexibilizando as medidas gradativamente.

Em alguns distritos do interior do país, a atividade chegou quase a se normalizar até o aparecimento dos casos que se multiplicaram rapidamente.

Com um aumento muito sutil do número diário de casos em Buenos Aires, muitas atividades foram sendo reativadas com protocolo de segurança.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.