Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O efervescente setor imobiliário de Hong Kong não dá sinais de desaceleração

(afp_tickers)

Um arranha-céu do homem mais rico de Hong Kong, Li Ka-shing, foi vendido pelo valor recorde de 5,15 bilhões de dólares, segundo uma reportagem publicada nesta segunda-feira (16), indicando que o efervescente setor imobiliário da cidade não dá sinais de desaceleração.

O CK Asset, de Li, vendeu 75% de sua cota do The Centre, localizado no agitado distrito Central, para um consórcio liderado por uma companhia energética chinesa, disse o Hong Kong Economic Journal.

O quinto arranha-céu mais alto da cidade pode se tornar o prédio comercial mais caro já vendido, se o negócio de 5,15 bilhões de dólares se confirmar.

Uma porta-voz da CK Asset disse que não tinha informações imediatamente disponíveis.

As ações da firma, uma empresa de propriedade principal de Li, subiram 2,62% nesta segunda.

Segundo a reportagem, o negócio será anunciado em breve e o nome do prédio pode ser alterado.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP