Navigation

Ataque aéreo israelense mata 16 palestinos em Gaza

Pelo menos 16 palestinos morreram em um ataque aéreo contra Gaza neste sábado à noite, elevando para pelo menos 46 o número de mortes ao longo da ofensiva de Israel contra esse território, informaram os serviços de emergência palestinos. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 12. julho 2014 - 21:49
(AFP)

Pelo menos 16 palestinos morreram em um ataque aéreo contra Gaza neste sábado à noite, elevando para pelo menos 46 o número de mortes ao longo da ofensiva de Israel contra esse território, informaram os serviços de emergência palestinos.

"Pelo menos 16 palestinos morreram em um ataque aéreo israelense no bairro de Tuffah de Gaza, que atingiu uma casa e uma mesquita", declarou o porta-voz dos serviços de emergência, Achraf al-Qudra.

Outras 35 pessoas ficaram feridas nesse ataque, e outra morreu no sul do enclave palestino, em Rafah.

À noite, o Hamas disparou mais foguetes na direção de Tel Aviv, Jerusalém e Cisjordânia ocupada. Ainda não há informações de vítimas.

Enquanto isso, Israel divulgou um comunicado, pedindo aos moradores do norte da Faixa de Gaza que "deixem suas casas para sua própria segurança".

"Esta noite mandaremos mensagens aos residentes do norte de Gaza, pedindo-lhes que deixem suas casas para sua própria segurança. Não é seguro estar perto do Hamas", frisou o comunicado.

Não é a primeira vez que Israel faz essa advertência aos moradores palestinos, mas desta vez coincide com a intensificação dos bombardeios por parte do Estado hebreu.

Ao todo, 151 palestinos morreram e quase mil ficaram feridos nos bombardeios israelenses desde o início da ofensiva "Protective Edge" (Barreira Protetora) na última terça, 8 de julho.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.