Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Membros de um grupo de defesa local observam os estragos causados por um ataque suicida em Maiduguri

(afp_tickers)

Ao menos 50 pessoas morreram em um ataque realizado na terça-feira pelo grupo islâmico Boko Haram contra uma missão petroleira no nordeste da Nigéria, informaram fontes médicas e humanitárias à AFP.

"O número de mortos não para de crescer", declarou uma fonte sobre a emboscada realizada na região de Magumeri. "Há mais de 50 mortos e os corpos continuam chegando".

A emboscada realizada pelo grupo jihadista foi dirigida a uma equipe da Nigerian National Petroleum Company (NNPC), acompanhada por geólogos da Universidade de Maiduguri, que retornavam de uma missão de exploração no Estado de Borno.

Segundo os primeiros elementos, o objetivo inicial seria o sequestro dos membros da missão.

Um socorrista em Magumeri, 50 km ao noroeste de Maiduguri, capital de Borno, informou que "às 19H00 (15H00 Brasília) de quarta-feira 47 corpos haviam sido descobertos (...), incluindo onze incinerados vivos dentro de um veículo caído em uma vala".

Nesta quinta-feira, "foram encontrados mais seis corpos, incluindo o de um soldado", e as equipes de resgate prosseguem à procura de vítimas do ataque.

AFP