Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(10 ago) Criança é retirada dos escombros de um prédio após o ataque aéreo à cidade rebelde de Orum al-Kubra, província de Aleppo

(afp_tickers)

Cinquenta e três civis, 28 deles crianças, morreram na Síria em ataques aéreos lançados na noite desta sexta-feira contra territórios rebeldes no norte daquele país, aponta um novo balanço do Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), divulgado hoje.

Ataques aéreos à província de Idlib, dominada por jihadistas e rebeldes, e a uma localidade rebelde da província vizinha de Aleppo foram lançados ontem, em um dos bombardeios mais sangrentos àquele setor em meses, segundo a ONG.

Somente na localidade de Orum al-Kubra, oeste da província de Aleppo, os bombardeios mataram 41 civis, 25 deles crianças, segundo o novo balanço da organização, que não pôde confirmar se os bombardeios foram lançados pelo regime sírio ou pela aliada Rússia.

"Este é o balanço mais elevado nos territórios rebeldes da província de Aleppo em 2018", assinalou o diretor da ONG, Rami Rahman.

Ainda segundo o OSDH, na província de Idlib, 12 civis, entre eles três crianças, morreram em bombardeios do regime e da Rússia contra duas localidades.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










AFP