Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Entrada da gendarmeria nacional nigeriana em Niamey, no dia 12 de junho de 2013

(afp_tickers)

Doze gendarmes morreram neste sábado (21) em um novo ataque no sudoeste do Níger, uma região instável na fronteira com o Mali, onde atuam vários grupos extremistas islâmicos.

"Houve um novo ataque. Foram mortos 12 gendarmes", declarou o ministro do Interior do Níger, Mohamed Bazoum, por telefone.

O ataque visou a gendarmeria Ayorou, 200 km a noroeste da capital Niamey, na região de Tillaberi, de acordo com uma fonte da segurança.

Os criminosos chegaram a bordo de cinco veículos e atacaram ao amanhecer. Antes da intervenção dos reforços militares, fugiram levando dois ou três veículos da gendarmeria.

"Operações de busca foram lançadas", disse o ministro do Interior.

Localizada nas margens do rio Níger, Ayorou abriga um importante mercado rural e era um importante local turístico graças à sua importante concentração de hipopótamos.

A região de Tillaberi tornou-se muito instável devido aos numerosos ataques sangrentos atribuídos a grupos jihadistas contra posições do exército e campos de refugiados.

Em 4 de outubro, quatro soldados americanos e quatro soldados locais foram mortos em uma emboscada na mesma região.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP