Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Ativistas da ONG Greenpeace protestaram contra um projeto da petroleira francesa Total que, segundo os ecologistas, ameaça uma barreira de corais na foz do rio Amazonas

(afp_tickers)

Ativistas da ONG Greenpeace protestaram nesta quinta-feira (28), no Rio de Janeiro, contra um projeto da petroleira francesa Total que, segundo os ecologistas, ameaça uma barreira de corais na foz do rio Amazonas.

Com os corpos pintados de preto e um barril de petróleo inflável gigante, cerca de 30 manifestantes se reuniram em frente à sede da Total no Rio para denunciar um dos planos da empresa: realizar prospecções na foz do rio Amazonas, onde cientistas recentemente descobriram um coral rico em biodiversidade.

Eles carregavam cartazes com mensagens como "Total, fique longe dos corais da Amazônia".

O projeto petroleiro é tocado pela Total com a britânica BP e a Petrobras.

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) recusou, em agosto, um estudo ambiental apresentado pela Total e ameaçou dar fim ao processo de licença ambiental se não tiver garantias sobre o impacto que o projeto terá na vida marinha da região, inclusive nos corais descobertos em 2016.

A Total garantiu, por sua vez, que "o procedimento ambiental continua seu curso".

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP