Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A atriz norueguesa Natassia Malthe, em Nova York, no dia 2 de outubro de 2017

(afp_tickers)

Uma atriz norueguesa afirmou nesta quarta-feira (25) ter sido estuprada pelo produtor hollywoodiano Harvey Weinstein em Londres em 2008, porém não decidiu ainda se o denunciará.

Natassia Malthe, 43 anos, relatou em uma coletiva de imprensa em Nova York que conheceu o magnata do cinema durante a premiação britânica BAFTA Awards.

Algumas horas depois, Weinstein apareceu no quarto em que estava hospedada, batendo e gritando na porta, que ela abriu por medo, para evitar um escândalo.

Malthe afirmou que, depois de tê-lo dispensado, ele se atirou sobre ela e a estuprou.

A advogada da atriz, Gloria Allred, explicou que a sua cliente "está estudando suas opções" sobre a possibilidade de apresentar uma denúncia.

Os crimes sexuais não prescrevem no Reino Unido.

A atriz acrescentou que, depois do ocorrido, o empresário entrou em contato com ela em Los Angeles para lhe oferecer um papel no filme "Nine".

Quando chegou ao Hotel Península de Beverly Hills, no qual estava hospedada, o produtor vestia um roupão, e a propôs um "ménage à trois" com outra mulher que também estava no local, como relatou a norueguesa.

No início de outubro, cerca de 50 mulheres acusaram publicamente o produtor de assédio, agressão sexual e estupro, porém nenhum testemunho permitiu a abertura de uma investigação sobre o caso até o momento, pois a maioria dos casos já prescreveram.

O produtor pediu demissão do seu cargo na The Weinstein Company, mas nega todas as acusações.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP