Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) O senador americano John McCain

(afp_tickers)

Após enfrentar, na semana passada, o senador republicano Bob Corker, o presidente americano, Donald Trump, confrontou nesta terça-feira (17) John McCain, que o criticou por sua falta de liderança internacional.

"As pessoas devem ter cuidado porque, em algum momento, eu respondo", advertiu o presidente.

"Sou um cara muito amável. Mas em algum momento, respondo e não será agradável", acrescentou, em declarações à rádio WMAL.

"Tenho enfrentado adversários mais difíceis", reagiu McCain, senador pelo Arizona e veterano da Guerra do Vietnã, onde foi torturado nas prisões de Hanói.

Na noite de segunda-feira, durante discurso na Filadélfia, o congressista de 81 anos lançou, indiretamente, uma série de críticas a Trump.

McCain advertiu para o perigo que existe em "rejeitar a obrigação de liderança em nível internacional em nome de um nacionalismo falso inventado por gente que prefere encontrar bodes expiatórios do que solucionar problemas".

O senador não oculta suas diferenças com o presidente, como quando se negou a apoiar a anulação da lei sobre a reforma do sistema de saúde conhecida como "Obamacare".

Em agosto, ele chegou a manifestar dúvidas sobre as capacidades de Trump, que disse que está "mal informado" e pode ser "impulsivo" no momento de tomar decisões.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP