Navigation

Autoridades japonesas confirmam caso de coronavírus em homem que não viajou à China

Novos casos foram registrados no Japão, o que eleva a seis o número de infectados no país afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 28. janeiro 2020 - 17:35
(AFP)

Autoridades japonesas anunciaram nesta terça-feira (28) que registraram um caso de coronavírus em seu território de um homem que não viajou à China, mas transportou em um ônibus turistas de Wuhan, cidade chinesa que é a origem da epidemia.

O homem de 60 anos, que mora na cidade turística de Nara, transportou em janeiro em um ônibus dois grupos de turistas de Wuhan e foi hospitalizado no sábado com sintomas similares aos provocados pelo coronavírus, informou o ministério da Saúde.

O ministro japonês da Saúde, Katsunobu Kato, anunciou nesta terça-feira que foram registrados dois novos casos no país, o que eleva a seis o número de infectados.

"Um dos casos novos é uma pessoa que nunca foi a Wuhan, mas que transportou turistas de Wuhan em duas oportunidades em janeiro", disse.

"Se isto for confirmado, seria o primeiro caso de contágio humano no Japão", completou, já que os demais infectados viajaram a Wuhan.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.