Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Vendedor exibe camisa com o rosto do traficante Joaquin "El Chapo" Guzman no bairro de Tepito, Cidade do México, em 20 de julho

(afp_tickers)

Autoridades mexicanas investigam uma mensagem publicada em uma suposta conta no Twitter do filho de Joaquín "Chapo" Guzmán, que fugiu em julho passado de uma prisão de segurança máxima.

No posto, o jovem divulgou uma foto na qual estaria ao lado de seu pai na Costa Rica.

A Procuradoria Geral da República e a divisão científica da Polícia Federal investigam a autenticidade do tuíte divulgado em 31 de agosto passado na conta @AlfreditoGuzman, disse à AFP um porta-voz da Procuradoria.

"Estou contente aqui, já sabem com quem", afirma a mensagem divulgada com uma foto, na qual o suposto filho de Chapo aparece com outros dois homens comendo ao ar livre ao redor de uma mesa.

O rosto de um homem com bigode e que se parece com o líder do cartel de Sinaloa é visto apenas pela metade.

Dois símbolos (emoticons), com os quais o autor editou a imagem, ocultam parte do rosto do homem que seria o "Chapo" Guzmán, que fugiu em 11 de julho de uma prisão de segurança máxima próxima à Cidade do México.

O tag geográfico da mensagem está situado na Costa Rica.

Joaquín Guzmán Loera, que antes de sua prisão, em fevereiro de 2014, era considerado o narcotraficante mais poderoso do mundo, fugiu pela segunda vez de uma prisão de segurança máxima através de um buraco aberto em sua cela que levava a um túnel de 1,5 km para fora da prisão.

A fuga de Guzmán, de 58 anos, foi um duro golpe para o governo mexicano, que agora oferece 3,8 milhões de dólares por sua captura.

AFP