Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Vários homens observam a gigantesca fumaça que surgia da usina petroquímica da Pemex, em 20 de abril em Coatzacoalcos (Veracruz), a leste do México

(afp_tickers)

As equipes de resgate encontraram mais quatro corpos no domingo dentro de uma unidade petroquímica de Veracruz, o que elevou a 32 o número de mortos na explosão da quarta-feira da semana passada no complexo, informoua a empresa estatal Petróleos Mexicanos (Pemex).

A unidade afetada, conhecida como Pajaritos, fica em Coatzacoalcos, estado de Veracruz, e produzia policloreto de vinila.

A Pemex opera a unidade em sociedade com a empresa privada Mexichem.

Seis corpos ainda não foram identificados e devem passar por exames de DNA.

A explosão também deixou mais de 100 feridos, mas a maioria das pessoas já recebeu alta, segundo as autoridades.

AFP