Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Julho) Manifestação contra a Aids em Durban, África do Sul

(afp_tickers)

O Banco Mundial e o Fundo Mundial de Luta contra a Aids, a Tuberculose e a Malária anunciaram investimentos estimados em 24 bilhões de dólares na África nos próximos três a cinco anos, para ajudar na reestruturação dos sistemas de saúde do continente.

"Para ajudar os países a colocar em prática suas reformas na área de saúde, o Banco Mundial e o Fundo se comprometem a investir 24 bilhões de dólares na África nos próximos três a cinco anos, informaram os dois órgãos em um comunicado comum divulgado na noite desta sexta-feira.

O anúncio coincidiu com a Conferência Internacional de Tóquio para o Desenvolvimento da África (Ticad), que acontece neste fim de semana em Nairóbi.

Um dos principais objetivos desta conferência é melhorar os serviços de saúde na África, além da industrialização e estabilização do continente.

"Os países africanos podem se tornar mais competitivos no mercado mundial realizando investimentos estratégicos e, principalmente, investindo em seu recurso mais importante: sua população", assinalou o presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim.

O banco prometeu um pacote de investimentos de 15 bilhões de dólares nos próximos cinco anos para ajudar a implementar uma cobertura de saúde universal.

Já o Fundo Mundial de Luta contra a Aids, Tuberculose e Malária irá investir 9 bilhões de dólares entre 2017 e 2019 em programas de luta contra estas doenças, que afetam milhões de africanos, e na melhoria do sistema de saúde, especialmente as redes de fornecimento de remédios e gestão de dados.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP