Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O HBL, anteriormente conhecido como Habib Bank Limited, caiu no radar do Departamento de Serviços Financeiros (DFS, na sigla em inglês) de Nova York por suas práticas bancárias em dezembro de 2015

(afp_tickers)

O maior banco privado do Paquistão recebeu uma multa de 629 milhões de dólares dos Estados Unidos, acusado de não cumprir padrões e práticas financeiras em sua filial de Nova York.

O HBL, anteriormente conhecido como Habib Bank Limited, caiu no radar do Departamento de Serviços Financeiros (DFS, na sigla em inglês) de Nova York por suas práticas bancárias em dezembro de 2015.

Um comunicado à imprensa das autoridades financeiras americanas explica que foram identificadas falhas significativas no controle de risco do cumprimento das leis, regras e regulamentações federais acerca de lavagem de dinheiro, inclusive da Lei de Sigilo Bancário.

Em carta à Bolsa de Valores do Paquistão, nesta segunda-feira, o banco acusou o DFS de "ainda não ter apreciado ou reconhecido os progressos significativos que o HBL fez em sua filial".

A executiva da entidade Nausheen Ahmad disse que a pesada multa - que, se realmente for imposta, será a maior penalidade já aplicada a um banco paquistanês - foi "injustificada, caprichosa e irracional".

Ela se comprometeu a "contestar vigorosamente" a decisão em cortes americanas e anunciou o fechamento da agência de Nova York.

O Banco Estatal do Paquistão lançou um comunicado nesta segunda-feira no qual disse estar ciente da situação e que não riscos imediatos à operação do HBL ou ao setor bancário do país.

"O Banco Estatal do Paquistão reitera sua determinação para proteger os interesses dos clientes e a saúde a segurança do sistema bancário do país", afirma.

O HBL foi fundado em 1947 e atualmente tem 40% do mercado bancário do Paquistão.

Tem mais de 1.700 agências no Paquistão e sua rede internacional está presente em 25 países.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP