Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Escritórios do banco Sabadell em San Cugat, no dia 5 de outubro de 2017

(afp_tickers)

A segunda maior entidade bancária da Catalunha, o Banco Sabadell, decidiu nesta quinta-feira (5), tirar sua sede desta região, disse à AFP um porta-voz, a poucos dias de uma possível declaração unilateral de independência, que lhe deixaria fora da zona do euro.

A decisão foi tomada em uma reunião extraordinária. Segundo o porta-voz, "os trâmites começam amanhã (sexta-feira)" para migrar a sede à cidade de Alicante (sudeste), a 420 km da atual sede da entidade, perto de Barcelona. A mudança "será rápida" e vai levar apenas alguns dias, apontou.

Após a forte queda de quarta-feira, a ação do quinto maior banco espanhol fechou nesta quinta-feira com uma alta de 6,16%, a 1,69 euro, após o anúncio da mudança.

Segundo o jornal de Barcelona La Vanguardia, o maior banco catalão CaixaBank, o terceiro do país, vai estudar no sábado se segue os passos do Sabadell.

Os bancos catalães temem ficar fora da zona do euro e, portante, de financiamento do Banco Central Europeu (BCE), no caso de uma declaração unilateral de independência.

Segundo fontes do governo separatista catalão, essa declaração pode ser feita numa reunião do Parlamento regional, previsto para a próxima segunda-feira.

Contudo, nesta quinta-feira, o Tribunal Constitucional espanhol, suspendeu cautelarmente a sessão, o que acentuou as altas na bolsa nos bancos catalães.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP