Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Bangladesh terminou nesta terça-feira a busca por sobreviventes após uma explosão em uma fábrica têxtil matar pelo menos 13 funcionários e deixar vários feridos

(afp_tickers)

Bangladesh concluiu nesta terça-feira a busca por sobreviventes, após uma explosão em uma fábrica têxtil que matou pelo menos 13 funcionários, o mais recente desastre a atingir o setor.

Dezenas de trabalhadores estavam na fábrica, localizada nos arredores de Daca, quando a explosão provocou o desabamento do teto do prédio de seis andares.

Não se sabe a causa da explosão, que ocorreu durante o trabalho de manutenção da sala de caldeiras, no momento em que a maior parte dos 5.000 funcionários estava fora pelo feriado do Eid.

As autoridades finalizaram as cerca de 22 horas de buscas após os socorristas encontrarem mais dois corpos em um banheiro próximo à sala das caldeiras, elevando o número de vítimas fatais para 13.

"Nossos bombeiros completaram a busca em toda a área dos destroços", disse o administrador local Mahmud Hasan à AFP.

O governo informou que formou um comitê para investigar a explosão.

A planta localizada no distrito industrial de Gazipur pertence à empresa Multifabs.

O desabamento do complexo fabril de nove andares Rana Plaza, em abril de 2013, em que mais de 1.100 pessoas morreram, foi encarado como uma forma de chamar a atenção da indústria, que fornece roupas para muitas marcas ao redor do mundo.

Por conta do desastre, as autoridades se comprometeram a melhorar as condições de trabalho nas fábricas, embora os acidentes continuem acontecendo.

Apenas algumas centenas das 4.500 fábricas têxteis do país foram certificadas como seguradas, e no ano passado um incêndio em uma fábrica próxima a Rana Plaza deixou 34 mortos.

AFP