Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Polícia forense chega à área do atentado, ond emais de 100 pessoas ficaram feridas

(afp_tickers)

O motorista da van que atropelou uma multidão em Barcelona, deixando treze mortos e mais de cem feridos, está foragido, mas dois suspeitos de participação no ataque, um espanhol e um marroquino, foram detidos, indicou o porta-voz da Polícia catalã.

O agressor saiu da van após jogar o veículo sobre centenas de pessoas que caminhavam pelas "Ramblas" e correu, sem dizer nada, explicou em entrevista coletiva o porta-voz Josep Lluis Trapero, acrescentando que "não parecia armado".

Um dos suspeitos detidos é um espanhol nascido em Melilla, enclave da Espanha no norte da África, e o outro é o marroquino Driss Oukabir, declarou à imprensa o porta-voz da Polícia catalã, Josep Lluis Trapero.

Oukabir foi detido em Ripoll, no norte da Catalunha, e o suspeito espanhol, em Alcanar, 200 km ao sul de Barcelona, onde ocorreu uma explosão em uma casa na madrugada passada.

A polícia espanhola suspeita da ligação da explosão com o atentado em Barcelona. Um homem morreu no incidente em Alcanar, ao que parece quando "preparava um artefato explosivo".

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP