Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Combatente das Forças Democráticas Sírias em Raqa

(afp_tickers)

A batalha de Raqa, que terminou nesta terça-feira, deixou 3.250 mortos, incluindo 1.130 civis, em mais de quatro meses, segundo um balanço do Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Os combates e os bombardeios aéreos que devastaram a ex-capital do grupo extremista Estado Islâmico (EI) na Síria, custaram a vida desde 5 de junho de "1.130 civis, incluindo 270 crianças e de 2.120 combatentes" do EI e das forças apoiadas pelos Estados Unidos, indicou o OSDH.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP