Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Acertar o "timing" do BCE é fundamental, disse o presidente do banco central da Alemanha

(afp_tickers)

O Banco Central Europeu deve escolher a hora certa para reduzir a compra maciça de títulos e ampliar a taxa de juros, antes de possíveis reviravoltas futuras, disse o presidente do banco central alemão, o Bundesbank, nesta quinta-feira.

"O conselho governante do BCE tem que ser cuidadoso para não perder o momento certo de regularizar a política monetária", disse o chefe do Bundesbank Jens Weidmann em uma palestra no Instituto de Estabilidade Financeira e Monetária em Frankfurt.

"Não estou falando de uma interrupção total, mas sobre parar de apertar o acelerador constantemente até o limite".

Observadores estão de olho no BCE, esperando ele começar a reduzir os 60 bilhões de euros mensais de compras de títulos públicos e privados.

Ao lado da taxa de juros historicamente baixa, as aquisições pretendem injetar dinheiro no sistema financeiro, estimulando o crescimento e impulsionando a inflação para a meta do BCE, de pouco abaixo de 2%.

O presidente do banco central Mario Draghi disse na semana que passada que os governadores devem decidir os próximos passos do programa de compra de títulos numa reunião em outubro, conforme a zona do euro parece cada vez mais recuperada da sua crise financeira.

Mas as taxas de juros - a alavanca usada por bancos centrais em tempos normais para estimular ou controlar a economia - devem permanecer baixas por bastante tempo, mesmo após as aquisições serem encerradas, o que é esperado por muitos especialistas para o fim do ano que vem, pelo menos.

Se as taxas já estiverem baixas quando chegar uma crise, o BCE pode se encontrar numa situação complicada.

"Temos que pensar em quanta marcha de manobra teremos quando a próxima desaceleração vier", disse Weidmann.

O Bundesbank há muito tempo pressiona os colegas da zona do euro para dar fim à política monetária "não convencional", dizendo que a ameaça de deflação que ela deveria combater já foi controlada.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP