AFP

Homem caminha entre escombros da demolição da boate Reina, em Istambul, em 22 de maio de 2017

(afp_tickers)

A boate Reina de Istambul, fechada deste o ataque que deixou 39 mortos no Ano Novo, foi parcialmente demolida nesta segunda-feira por ordem da prefeitura por infringir as regras de urbanismo

A discoteca, que era um centro da vida noturna em Istambul, muito frequentada por celebridades e turistas estrangeiros, foi palco na véspera de Ano Novo de um atentado reivindicado pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI).

O suposto autor do ataque, Abdulkadir Masharipov, de nacionalidade uzbeque, foi capturado em meados de janeiro e mantido sob custódia desde então.

A prefeitura de Istambul explicou em um comunicado que a ordem de demolição foi emitida "porque partes deste local violavam os regulamentos" de planejamento urbano.

Localizada às margens do Bósforo no lado europeu de Istambul, a boate, inaugurada em 2002, também era acessível por barco.

AFP

 AFP