Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

As mortes ocorreram em sete dos nove departamentos da Bolívia, desde o início do ano, segundo a autoridade sanitária

(afp_tickers)

Um total de 46 pessoas morreram na Bolívia do início de 2016 até esta quarta-feira (27), em consequência da gripe influenza A (H1N1), 17 a mais que no último balanço, divulgado no início deste mês, informou nesta quarta-feira a ministra de Saúde, Ariana Campero.

"A nível nacional, temos um balanço confirmado de 1.027 casos de H1N1, com um total de 46 falecidos", afirmou Campero em uma coletiva de imprensa.

As mortes ocorreram em sete dos nove departamentos da Bolívia, desde o início do ano, segundo a autoridade sanitária.

No boletim anterior do Ministério da Saúde, o número de pessoas mortas pela influenza A chegou a 29, e o número de infectados era de 740.

"Continuamos trabalhando em educação e informação, sobre a lavagem de mãos e outras formas de prevenir o contágio", disse a ministra, acrescentando que as campanhas de vacinação continuam em todo o país.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP