Navigation

Bolsonaro visitará Israel às vésperas das eleições gerais de 9 de abril

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (e), e o líder da oposição venezuelana Juan Guaidó, apertaram as mãos durante uma coletiva de imprensa conjunta após uma reunião no Palácio do Planalto em Brasília em 28 de fevereiro de 2019 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 28. fevereiro 2019 - 22:51
(AFP)

O presidente Jair Bolsonaro visitará Israel entre 31 de março e 4 de abril, poucos dias antes das eleições gerais naquele país, informou à AFP o Ministério das Relações Exteriores israelense nesta quinta-feira (28).

Bolsonaro, chefe de Estado de extrema direita que reivindica vínculos com Estados Unidos e Israel, declarou pouco antes de assumir o cargo que tinha a intenção de seguir os passos do presidente Donald Trump e transferir a embaixada brasileira para Jerusalém.

O premiê israelense, Benjamin Netanyahu, também conservador, compareceu à posse de Bolsonaro em janeiro.

"Netanyahu espera que Bolsonaro transfira sua embaixada em Israel de Tel Aviv a Jerusalém", comentou o jornal israelense Haaretz nesta quinta.

"Em troca, Israel está disposto a oferecer informação e facilitar aquisições para apoiar o programa principal de Bolsonaro, a segurança doméstica" no Brasil, acrescentou o jornal.

Netanyahu tem, no entanto, dificuldades inesperadas em sua carreira para renovar mandato à frente do governo. Nesta quinta-feira, o procurador-geral israelense anunciou que se prepara para denunciá-lo por suborno, fraude e abuso de confiança.

Estas acusações podem trazer sérias dificuldades para a candidatura do premiê conservador para renovar seu mandato pela quinta vez.

Bolsonaro reiterou em janeiro que queria transferir a embaixada para Jerusalém. A parte oriental da cidade foi ocupada por Israel em 1967, e anexada posteriormente, algo que não foi reconhecido pela comunidade internacional.

Trump reconheceu unilateralmente Jerusalém como a capital israelense em dezembro de 2017 e transferiu a embaixada dos Estados Unidos no país em maio.

Bolsonaro tem previsto viajar aos Estados Unidos na segunda quinzena de março.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.