Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Aung Suu Kyi discursa em Naypyidaw

(afp_tickers)

Uma bomba de fabricação caseira explodiu nesta sexta-feira (22) em uma mesquita de um distrito do oeste de Mianmar, onde até o momento não havia registrado muitos incidentes desde que começou a crise que sacode a região há um mês, indicou o serviço de imprensa de Aung San Suu Kyi.

"Esta manhã, uma bomba artesanal fabricada por terroristas explodiu em uma mesquita de Mi Chaung Zay", escreveu a assessoria de imprensa do governo birmanês em um comunicado publicado nesta sexta-feira (22) pelo Facebook, sem estimar vítimas ou informar a identidade dos autores.

Em outra zona da região várias residências foram incendiadas.

Rakáin, estado birmanês, sofre com uma onda de violência desde que, em 25 de agosto, grupos rebeldes rohingyas atacaram várias delegacias e foram repreendidos pelo exército.

Nas últimas semanas, mais de 429.000 muçulmanos rohingyas abandonaram a região de Rakáin e se refugiaram em Bangladesh, em meio ao que a ONU, ativistas dos direitos humanos e alguns líderes mundiais denominam como uma campanha militar de "limpeza étnica".

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP