Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Garoto iemenita observa túmulo de um ente querido, em um cemitério de Sanaa, em 1º de setembro de 2017

(afp_tickers)

Pelo menos 12 civis, incluindo mulheres e crianças, morreram perto da capital iemenita, Sanaa, em um bombardeio aéreo atribuído à coalizão sob comando saudita - informaram neste domingo (17) autoridades locais, habitantes e uma agência rebelde.

Uma fonte do governo local disse à AFP que o veículo, no qual os 12 civis viajavam, foi atingido por um ataque aéreo no sábado, em Harib Al Qaramish, distrito da província de Marib, cerca de 70 quilômetros ao nordeste de Sanaa.

A zona está nas mãos dos rebeldes huthis pró-Irã que também controlam Sanaa e o norte do Iêmen há três anos.

A agência rebelde Saba também informou sobre o ataque, acrescentando que o veículo foi destruído, e todos seus ocupantes, mortos.

Segundo moradores, havia quatro crianças e duas mulheres entre as vítimas.

A coalizão árabe sob comando saudita, que atua no Iêmen em apoio às forças pró-governo reagrupadas no sul, tem sido regularmente criticada no Ocidente por seus repetidos "erros" nos bombardeios aéreos.

Desde a intervenção dessa coalizão em março de 2015, o conflito no Iêmen deixou pelo menos 8.400 mortos e 48.000 feridos, incluindo inúmeros civis, e provocou uma grave crise humanitária.

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

AFP