AFP

Forças do governo inspecionam local onde um túnel foi destruído no subúrbio de Qabun, em 14 de maio de 2017

(afp_tickers)

Ao menos 23 civis morreram em um ataque realizado nesta segunda-feira pela coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos contra a cidade de Bukamal, um reduto sírio do grupo Estado Islâmico (EI) perto da fronteira com o Iraque, informou uma ONG.

"Os bombardeios atingiram ao amanhecer a cidade de Bukamal, leste da Síria", afirmou à AFP Rami Abdel Rahman, diretor do Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH), que também citou dezenas de feridos.

De acordo com o OSDH, os ataques tinham como alvo "uma zona residencial do Bukamal, enquanto as pessoas dormiam, o que explica o balanço elevado".

Abdel Rahman explicou que o EI "transformou apartamentos nesta zona em quartel-general".

No início de maio a coalizão admitiu ter provocado 352 vítimas civis prováveis "involuntariamente" no Iraque e na Síria desde o início de sua ofensiva contra o EI em 2014.

Mas as organizações internacionais consideram que o balanço real é muito mais elevado.

A coalizão acusa o EI de utilizar civis como "escudos humanos" para evitar os ataques aéreos.

AFP

 AFP