Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Criança ferida em bombardeio atribuído às tropas governamentais aguarda atendimento em hospital de Duma, ao nordeste de Damasco, em 3 de agosto

(afp_tickers)

Pelo menos 16 pessoas, incluindo duas crianças, morreram em bombardeios rebeldes nesta quarta-feira em vários bairros de Damasco, anunciou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Setenta e nove pessoas ficaram feridas, algumas delas em estado grave, o que pode aumentar o número de vítimas fatais, segundo a ONG.

Os bombardeios foram executados por uma brigada de rebeldes islamitas, informou o OSDH.

Mais de 10 bairros da capital síria foram atacados, incluindo Mazzeh, na zona oeste, e Abu Rumaneh, no centro da cidade.

Os rebeldes bombardeiam Damasco a partir de posições na periferia da cidade, que são atacadas regularmente atacadas pela aviação síria.

No domingo passado, bombardeios da Força Aérea síria em Kafar Batna, ao leste de Damasco, e Duma, ao nordeste da capital, deixaram 64 mortos, incluindo 11 crianças, segundo o OSDH.

AFP